terça-feira , Fevereiro 20 2018
Home / Manutenção / Por que é necessário fazer a conversão?

Por que é necessário fazer a conversão?

Os fogões atualmente podem ser convertidos de gás liquefeito de petróleo (GLP) para gás natural encanado (GN), porém muitas pessoas se perguntam o porquê torna-se necessário fazer a conversão.

Desde 1987 no Estado de São Paulo é obrigatório que prédios residenciais e comerciais utilizem o sistema de gás encanado pelo fato deste ser mais seguro e eficiente.

Seguindo a mesma linha de modernização dos últimos tempos, as residências passaram a preferir este tipo de gás ao gás de botijão, cientificamente chamado de GLP.

O presente artigo foi elaborado com o intuito de apresentar algumas informações necessárias para àqueles que pretendem realizar a conversão de GLP para GN.

O que são os gases LP (liquefeito de petróleo) e natural?

O gás liquefeito de petróleo (GLP) é um composto que apresenta hidrocarbonetos derivados do petróleo muito utilizado como combustível para fogões.

As substâncias mais presentes nos gases LP são o propano e o butano, tendo como forma convencional de venda sua compressão em botijões de gás.

Já o gás natural (GN) é um composto formado por hidrocarbonetos derivados da fossilização de plantas, animais e matérias orgânicas da era pré-histórica.

Sua substância mais concentrada é o metano, tendo como meio de distribuição para prédios e residências os encanamentos.

Para a obtenção do gás natural (GN) é necessário a perfuração de solos profundos que contenham este tipo de composto.

Seus sistemas são montados por empresas especializadas e por ser um gás de dissipação volátil no ambiente torna-se mais seguro que os convencionais botijões de gás (GLP).

Por que se deve realizar a conversão?

É necessário fazer a conversão de GLP para GN por medidas de segurança no funcionamento dos fogões que receberão esta adaptação.

O gás LP apresenta maior pressão que o natural, justamente por estar alocado a um botijão, desta forma o injetor do fogão deve possuir um furo menor para controlar a vazão do gás.

Já o gás natural por apresentar baixa pressão e estar encanado deve conter um furo maior no injetor do fogão para que consiga permitir uma vazão satisfatória para o acendimento das chamas.

Caso aconteça a alocação de um fogão GLP em uma rede de gás natural, as chamas do mesmo ficam muito fracas e pode ocorrer do equipamento não ligar.

Na situação contrária, em que um fogão GN seja ligado ao sistema GLP de botijão, pode ocorrer vazamentos que acarretam em explosões, colocando os moradores do local em risco de vida.

Sendo assim, torna-se necessária a realização da conversão por profissionais qualificados na área a fim de evitar danos ao fogão e riscos de vazamentos e explosões.

Vantagens do gás natural

O gás natural por ser encontrado na natureza e possuir fácil dissipação no ar produz menos danos ao meio ambiente e sua atmosfera.

Outra característica interessante é que por estar presente em sistemas de encanamento acabam por produzir chamas mais contínuas e fortes.

Por serem distribuídos por empresas autorizadas os usuários não correm o risco de ficar sem gás em suas residências, pois sua distribuição é constante.

Além disso, o gás natural formado por metano não apresenta cor e nem cheiro, fato que o torna menos tóxico para os seres humanos.

Conclusão

Como se mostra necessário fazer a conversão de fogões GLP para GN é indispensável a contratação de empresas que possuam profissionais capacitados em realizar este tipo de procedimento.

Quando o processo é feito por técnicos especializados os riscos de vazamentos, danos ao fogão e explosões são praticamente nulos.

A Top Service SP é uma empresa especializada neste setor que presta serviços para a região de São Paulo, contando com profissionais qualificados e excelentes preços de mercado.

Sobre Admin

Veja também

Cuidados que se deve tomar ao instalar um fogão

Você sabe como instalar o fogão? Eletrodoméstico que é indispensável dentro de casa e que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *